terça-feira, 10 de outubro de 2017

Algumas fotos que andei fazendo por aí.







quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Amo fotografia, amo fotografar.


Eu inventando moda, querendo fazer algo diferente pra variar, coloquei esse colar de cruz na testa haha. Talvez se ele fosse menor, sei lá. Mas acho que ate gostei do resultado!!
È bom brincar com nós mesmos!!
Amo fotografia, amo fotografar, e amo autoretrato.





quinta-feira, 18 de maio de 2017

Preso, ou solto?


Que eu amo meus cabelos todo mundo sabe, o que ninguém sabe, é que eu odeio meus cabelos presos. 
Não acho que fico bem de forma nenhuma!!
Mas as vezes, sozinha em casa, eu me arrisco a tentar me aceitar com eles, presos, mas nunca consigo!!!


 












quarta-feira, 17 de maio de 2017

Antes e depois

Olha que legal esse antes e depois haha.
Eu aos 14 anos de idade...



E eu hoje aos 36 anos de idade.

mudei quase nada!

terça-feira, 16 de maio de 2017

Encefalograma


Esses dias peguei uma virose brava. Me deixou de cama, sentindo coisas horríveis, e por fim uma febre muito alta, que cheguei a ter uma convulsão.
Foi um pesadelo em minha vida.
Assustei muito, senti muito mal.
Fiquei traumatizada, com medo, apavorada.
Recebi muito amor, carinho e cuidados do meu esposo e da minha mãe,
que me ajudaram a passar por esse pedaço.
Mas meu psicológico ficou altamente abalado, amedrontada, achando que estava com aquela doença triste de desmaios.
E veio feriados, não tinha como fazer o exame do cérebro.
Então eu passei dias de pânico e tristeza.
Enfim, depois de dias consegui fazer o exame, e estava muito tensa.

Tive que lavar os cabelos com sabão de coco, e não podia passar nada de creme.
Meus cabelos ficaram duros e embaraçados, e fui fazer o encefalograma.

Chegando lá ela separou meus cabelos em varias mexas e fazia uma trouxinha, tipo um coque, em cada mexa separada. depois eu me deitei em uma cama,
e ela passou uma pasta gelada, parecida com gel, em diversas partes da minha cabeça, e colocou os fios nesses locais.
Nada senti.
Mas eu estava realmente muito apavorada.
nervosa...
ela me pediu q ficasse imovel e com os olhos fechados.
Eu não conseguia, tamanha era minha ansiedade.
Meus braços pulavam e eu tinha q segura-los. não conseguia ficar de olhos fechados, então eu abria o tempo todo.
A mulher que me fez o exame tinha uma voz doce e ia falando comigo pedindo q eu respirasse fundo, e ia obedecendo, mas nada me deixava relaxar.
De repente uma luz piscou forte em cima dos meus olhos e eu assustei demais,
ela disse q era normal fazia parte do exame.
Alguns minutos depois a luz piscou na cor vermelha diversas vezes seguidas, e na cor branca, e aquilo me deixou muito incomodada.
Logo parou e ela me avisou q a luz não iria mais piscar.
E depois disso eu consegui relaxar. as luzes me fizeram bem.
Quando ela me disse q faltava apenas 3 minutinhos para o exame acabar, então me deu sono, e eu consegui ficar imóvel
Foram 15 minutos ali deitada com os fios ligados a um computador e na minha cabeça.

Eu sai de lá desolada, achando que daria algum problema, devido ao meu nervosismo e agitação, e todas as esperanças que eu tinha de não ter nenhum problema se tornaram ainda menores.
Eu pegaria o exame no mesmo dia.
Eu não qria ler o resultado, pois a minha sentença poderia ser muito triste,
Ter uma doença assim iria me limitar em tudo na vida, e afastaria de mim as pessoas,
Infelizmente o preconceito é imenso, e eu teria vergonha de passar por essas situações.
Eu não sairia mais de casa sozinha.





Quando meu esposo chegou com meu exame nas mãos com uma cara muito triste e preocupado, me olhando, eu quase chorei, pois logo pensei o pior, mas ele nem é medico, não poderia saber.
Eu perguntei a ele o q deu, e ele disse que não havia olhado, mas vi q o envelope estava aberto, então não acreditei, e logo pensei q ele estava me polpando de algo.
Perguntei de novo e afirmei q ele havia olhado sim pois estava aberto.
Ele disse q não, que o envelope já veio assim de lá..

Então eu respirei fundo e abri.
E graças a Deus, estava escrito Normal lá.
E enfim minha vida voltou ao normal,
minha rotina voltou ao normal,
meu sistema nervoso voltou ao normal
e como tirar com a mão, todo o medo sumiu e estou aqui relatando isso.


Graças a Deus!!

Lembrando que ainda não mostrei o exame á médica.
Vcs estão vendo em primeira mão!!

Mas isso me fez refletir muito sobre as pessoas que tem uma doença assim, como deve ser dificil a vida delas, o preconceito, a falta de amigos, e muito mais.
Eu não sei se elas aprendem a lidar com isso, se tem uma vida normal, mas enfim, eu sou solidária a eles, pois eu sofri muito pensando em como seria a minha vida.


domingo, 14 de maio de 2017

Meu dia das mães


Dia das mães maravilhosos hoje, com  minha familinha, pequena mas unida!!
Saimos pra almoçar, uma comida boa, rimos muito, depois seguimos pro nosso local tradicional de todos os anos, onde fazemos nossa foto de todos os anos.

O Raulzito está hoje com 14 anos, e em uma fase em que não quer de forma nenhuma aparecer em fotos e vídeos, fica bravo, precisa ver. Então a vontade dele foi respeitada e ele ficou de fora das fotos hoje, mas mesmo assim cumprimos nosso propósito de tirar a mesma foto no mesmo local com a mesma pose todos os anos no dia das mães.

Presente não ganhei, pois eu quero uma televisão nova e grande, e isso quero olhar com calma, escolher bem, talvez eu vá a Uberaba olhar lá, sem pressa, então ainda não ganhei, mas será esse meu presente desse ano, para por na minha parede rosa do meu quarto!

vamos as fotos de hoje!
































+